março 2009 Archives

LAERTE-11-03.jpg

narizes e bocas

| 13 comentários

...ensaiei uma postagem atenuando o tom de zanga do comentário "sentido" - me senti meio injusto com meus leitores.
Depois pensei - não são "meus" leitores, são pessoas livres e donas de seus narizes e bocas, ué.
De resto, fiquei surpreso com o número de comentários que pintaram.
Gostei de lê-los.
Graças a todos!

LAERTE-10-03.jpg

Sempre me espanto com essa questão que algumas pessoas fazem de que as histórias tenham "sentido".
Nunca consegui entender qual era exatamente o sentido desse sentido.
Moral, filosófico, algum tipo de lição de vida?
Algo que nos "acrescenta" - como se fôssemos porquinhos com uma fenda às costas?
Faço histórias para crescer, não para acrescentar.

(a atualizar)

LAERTE-09-03.jpg

moro 06

| 8 comentários

LAERTE-08-03.jpg

LAERTE-07-03.jpg

moro 05

| 2 comentários

LAERTE-06-03.jpg

moro 04

| 1 comentário

LAERTE-05-03.jpg

LAERTE-04-03.jpg

LAERTE-03-03.jpg

moro 03

| 5 comentários

LAERTE-02-03.jpg

LAERTE-01-03.jpg

moro 02

| 1 comentário

LAERTE-28-02.jpg

moro 01

| 3 comentários

LAERTE-27-02.jpg

drágea 019

| comente!

LAERTE-26-02.jpg

LAERTE-25-02.jpg

drágea 017

| comente!

LAERTE-24-02.jpg

LAERTE-23-02.jpg

LAERTE-22-02.jpg

LAERTE-21-02.jpg

LAERTE-20-02.jpg

LAERTE-19-02.jpg

LAERTE-18-02.jpg

LAERTE-17-02.jpg

LAERTE-16-02.jpg

LAERTE-15-02.jpg

LAERTE-14-02.jpg

LAERTE-13-02.jpg

LAERTE-12-02.jpg

LAERTE-11-02.jpg

LAERTE-10-02.jpg

LAERTE-09-02.jpg

LAERTE-08-02.jpg

Fica criada essa categoria, "drágeas", pras tiras que não forem de série nenhuma, só tiras soltas.

Tenho um modo simplificado de produzir as tiras diárias:

- papel A4 (cabe no scanner)
- rascunho em lápis vermelho, tinta preta por cima
- scanneio em .psd (um formato do photoshop)
- no computador, seleciono o vermelho (vem em CMYK), passo pra grayscale, ajusto Curves e mudo pra RGB.
- trabalho as cores
- salvo em .psd no meu arquivo, em .jpg pra mandar pro jornal

As tiras - da Folha e dos outros jornais - têm um tamanho mais ou menos padrão. No comprimento da folha A4, faz com que o original meça 28 X 8 cm. Esses 24 cm eu divido conforme a necessidade - 3 quadrinhos, 4, 5, duas linhas, um só espaço etc.

Faço muitas exceções a esse modo de trabalho: uso papéis maiores, desenho sem rascunho, com canetas variadas, pincel, bico de pena.

Gosto muito de uma caneta da Faber Castell alemã chamada PITT artist pen - tem um tipo Brush cuja ponta, de nylon, simula um pincel.
Ela gasta meio rápido, a ponta fica fofa, mas dá pra conseguir uma sobrevida dando um picote e criando uma chanfra nova na ponta.

No mais, sou bem tosco de técnicas. Já experimentei aquarela, acrílico, lápis de cor...mas sempre de maneira improvisada.

Meu sonho é desenhar sem fazer rascunho. Uma vez, em Piracicaba, conversando com o Crist (Cristóbal Reinoso) e com o Fortuna (Reginaldo Fortuna), disse isso e eles se espantaram: ué, mas não precisa de rascunho!
Fiquei humilhadinho, e fui tentar em casa, de novo.
Até hoje.

E ATENÇÃO! - meu amigo Benett - http://blogdobenett.blog.uol.com.br - me informa que usando a tal PITT artist pen da Faber Castell, quando a ponta gasta, você pode PUXÁ-LA pra fora e INVERTÊ-LA, de forma a ter uma ponta totalmente nova!
Obrigado, Benett! Quando eu conseguir mexer nessas ferramentas, vou botar o seu blog aí nos "blogs queridos".

(a atualizar)

comis15.jpg

comis14.jpg

comis13.jpg

comis12.jpg

comis11.jpg

comis10.jpg

comis09.jpg

comis08.jpg

comis07.jpg

comis06.jpg

comis05.jpg