drágea 026

| 19 comentários

LAERTE-11-03.jpg

19 comentários

Sabe o que eu acho, indo na discussão anterior, é só uma tentativa viu, eu gosto muito do blog, é minha página inicial, era o dahmer, mas aqui é mais legal. Seguinte, talvez quando não tem sentido (em geral como posto) é difícil de começar, mas depois, em geral, vai mais além, por isso que é difícil ser bom sem sentido. O problema é que tirinha, em geral, tem o lance de fazer muito sentido, de maneira fácil, óbvia e interessante. Não fazer sentido em tirinha não faz muito sentido, mas beleza, na poesia também pode mudar e avançar (meu parametro). Mas olha essa tira. Querendo dá pra pensar em bastante coisa, mas quanto tempo você demorou pra fazer? Por que arte é trabalho, e claro que coisas podem surgir rapidamente, mas trabalhar isso é que deixa as coisas boas. Parece uma simplicidade espontânea e simples, e espontâneo faz muito sentido.

Laerte, a única coisa sem sentido pra mim é essa índia. Porque essa índia? Eu fico muito curioso, serião.

Eu acho tudo isso desolador.

Qual é o sentido? Por que?

Não há um porquê pra esse por quê?

O que leva o artista à fazer arte?

Então há sentido. Talvez não tenha utilidade...

laertón, ammmmmado mestre, eu só arranho a superfície das suas tiras.

nesta drágea 26 eu me peguei pensando na disposição das cores e o porquê do homem branco em contraposição ao resto colorido.

mas perdoe este seu servo, que está usando psicotrópicos pesados, o mais pesado deles sendo joão guimarães rosa.

na verdade, tudo faz sentido. é só observar e não apenas olhar.

a interpretação? cada um pode ter a sua própria.

a índia! já olhei varias vezes pra ela também e fiquei pensando!

muito loco, e simples.

É!!! E essa índia???

Demais, tipo o cachorro perseguindo o rabo.

E essa índia com cara de tatuagem de caminhoneiro realmente é o maior mistério do blog todo

Olha, eu pensei muito e já sei o que escrever, mas mudei de idéia, essa índia tá me deixando curioso também!

Fantástico!


Quem disse que ela é india?

Ela é índia sim. E cherokee.

A série 'Drágeas' é excelente, mesmo.
Só tô sentindo falta do Laerte, o que será que houve com ele? Cadê as publicações?

Fora isso, revele-nos, ó mestre Laerte, quem é essa índia que está presente desde o outro blog, já!!

Pô... esse troço de aceitar tags html estragou meu comentário...

Este era o original:

voz do Salsicha

- LAERTE! CADÊ VOCÊ, MEU FILHO?

/voz do Salsicha

Ele agora só quer saber da Muriel... (pose de mulher dispensada)

Essa índia é a imagem mais tatuada que eu já vi e mais presente na lataria de opalas velhos super "tunados" (logo ao lado daqueles círculos da Audi).

na real, eu duvido que nao tenha sentido. claro que tem sentido. e vc sabe muito bem disso sr. laerte... nao vem que nao tem....

Essa india não seria uma persona de crossdresser? Como nas tiras da Muriel?

A índia só representa uma índia, ué. Ou não?

Tira: Não entendi o sentido do homem branco com o resto colorido.

Comente


Type the characters you see in the picture above.