sentido

Sempre me espanto com essa questão que algumas pessoas fazem de que as histórias tenham "sentido".
Nunca consegui entender qual era exatamente o sentido desse sentido.
Moral, filosófico, algum tipo de lição de vida?
Algo que nos "acrescenta" - como se fôssemos porquinhos com uma fenda às costas?
Faço histórias para crescer, não para acrescentar.

(a atualizar)

40 comentários

O unico sentido pra história é pra frente.

eu tava soh tirando uma ondinha de terem comentarios so quanto ao desenho, mas nem ten nada a ver nao..

Bem aventurados os que crescem.

elas querem punchline, uma estrutura reconhecível. Basicamente reclamam se você tentar fazer uma história que não seja como elas acham que deveria. Conheço gente que não gosta do David Lynch porque acha os filmes dele muito doidos e sem pé nem cabeça. Estas pessoas tem um gosto muito limitado, embora não percebam.

há uma distância entre a obra e o observador que não pode ser controlada pelo criador. quando essa distância é menor, o observador diz que há sentido, e não há sentido quando ocorre o contrário. o curioso é que o criador nem sempre se preocupa com essa distância, ao menos não com as intenções morais, filosóficas ou de 'lição de vida' que muitos pretendem.

Chico Buarque já comentou, em seu site, que ao compor "Construção" procurou apenas montar uma letra com palavras proparoxítonas e um enredo amarrado, jamais pensou nas conotações de denúncia social que meio mundo atribuiu em seguida.

sentido é coisa de pereira.

na verdade o sentido é uma manifestação muito específica, dá na mesma... se há ou não intenção, a pessoa que lê a tirinha entende de maneira individual, independente da intenção do autor, que mesmo que se faça explícita posteriormente, não implica uma real compreensão entre os dois e bla bla blá.

Nunca li um trabalho seu que não tenha sentido. Você só vem trabalhando formas de discursos que não são aqueles lineares mais comuns.

Chame-me de desaculturado, sem visão, o que for, mas tem algumas tiras aqui que me "entram por um olho e saem pelo outro"...Acho que isso irrita o pessoal que espera algo mais acessível, menos "cult",talvez.

Há ótimas obras nas "Drágeas" e "Moro"'s da vida! Mas tem tanta coisa boa na jornais, que chego a pensar que, se não fosse o poder do nome "Laerton", essas tiras não teriam espaço em lugar nenhum, não fosse a internet terra de todos.

Enfim, não to aqui pra jogar o trabalho no lixo, nem pedindo pra parar de postar essas tiras(nunca!), porque como ilustrador(amador hehe) sei que a gente tem que desenhar o que gosta mesmo e foda-se quem não gostar. Opinião de um fã que nem por isso tem que gostar de tudo.

Abraços a todos!

todo mundo sabe que se não tiver três quadros e uma piada no final, não tem graça.

é glauco, por isso que eu gosto das tiras do laerte.

Parafraseando Fernando Pessoa:

"O único sentido íntimo das coisas / É elas não terem sentido íntimo nenhum."

- SENTIDO! - os braços cruzados nas costas movimenta a vareta inquietamente.
- SIM, SENHOR! - responde o batalhão com os olhos tementes e postura ereta.

...

- Deleuze, isso é o que quer dizer com palavras de ordem?
- OUI, MONSIEUR!
Espantado com a resposta pergunto-lhe:
- Uma pergunta é uma ordem? Não faz sentido!

...

- SENTIDO! - os braços cruzados nas costas movimenta a vareta inquietamente.
- SIM, SENHOR! - responde o batalhão com os olhos tementes e postura ereta.

...

- Deleuze, isso é o que quer dizer com palavras de ordem?
- OUI, MONSIEUR!
Espantado com a resposta pergunto-lhe:
- Uma pergunta é uma ordem? Não faz sentido!

...

Laerte, sempre gostei de suas tirinhas por causa da sua falta de sentido. Sentido a gente que dá, encaixa em nossa realidade e de acordo com nossa situação ela fará muito sentido.

pelotão... sentido!

As vezes sinto que as pessoas esperam que tudo venha no mesmo pacote que o cinema oferece. Começo, meio, fim e com lição de moral para o vilão e méritos para o mocinho (ok, ando meio revoltado depois de assistir "Watchmen" no cinema). E um viva ao homem catraca (se ele não é deus, quem pode ser?)

Meus sentidos pêsames para aqueles que nao sao capazes de somente se deleitar, fluir, gozar sem racionalizar tudo..

mas sempre aparece um babaca querendo dar uma de entendido, como se fosse mais que os outros de alguma forma, como se a piadinha inicial não fosse tão desprovida de qualquer coisa quanto o objeto que a gerou, néee? plof plof
(o babaca sou eu, diga-se de passagem)

Quem faz sentido é soldado.

O Laerte é o sentido das coisas.

O cara que não viu sentido ou necessita dele tem deficiência de leitura, de vida, de bagagem cultural.

Tudo tem sentido, partindo-se de pontos de vista específicos.

E tudo não tem sentido, partindo-se de outros pontos de vista.

Mas sempre fica a pergunta: Precisa ter sentido?


Essa discussão é velha. Desde o surgimento das tiras
mais metafísicas. Me lembro de um quebra pau no orkut
a esse respeito. Sobre o Larte estar em crise e não
ter mais graça. Ou seja, elas esperam graça e se não
tem, é ruim. E pronto. Tira precisa sempre ter graça?
Tudo precisa ter sempre sentido? Enfim.. discussões
infindáveis.

Curiosamente isso acontece no mundo da musica
muitas vezes. Se uma banda continua fazendo o de sempre,
os fãs reclamam q não muda. Que estagnou. Se a
banda inova, os fãs reclamam q não é mais aquela banda
q eles reconheciam e gostavam.

É chavão, mas é verdade. Não se pode agradar a todos.

E já dizia o filosofo: O sentido da vida é a direita de quem vem.

"Sentido" são bolhas de silêncio que se inflam quando entramos em contato com algo novo. É o mundo entrando em expansão. O manual do minotauro é cheio de sentido. Prazer em conhecer!

sentido de cu é rola!
laerte, posta aí umas minas peladas, blz?

Sei lá, eu sempre curti o Laerte pelo lado non sense, E sempre vi ironia neste no sense, até porque o absurdo em geral dá uma boa ajuda pra gente olhar o "normal" com olhos mais livres. Se era a intenção do cara não tenho idéia, mas sempre percebi a obra dele assim. e gosto disso.

eu escrevo poesia e outreo dia uma amiga me disse que curtiu muito o que eu quis dizer em um verso.. fiquei com vergonha de dizer que o verso não tinha sentido nenhum especial, eu tava só brincando com o som das palavras.

quando você tira o "sentido" do caminho -

é que se abre a possibilidade de uma verdadeira COMUNICAÇÃO.

Ué. Para mim, um dos grandes atrativos na obra do Laerte é que uma parte dela (não sei se grande ou pequena parte) não faz o menor sentido.

Independentemente disso, sempre entendi que o sentido de uma obra só aparece quando se completa na cabeça do leitor: que põe nela aquilo que ele sabe ou pensa, sua própria experiência. Então, cada um vê uma obra diferente.

Se for pra fazer sentido, não quero mais ler! Vou ler o Manual do Teseu!

Eu lí menos cult :p
.
Eu acho o máximo as tiras que tem aparecido, até postei aqui ó, nunca tinha postado, rs.
.
Um livro pode ser livre de descrições de locais, pessoas e detalhes, isso cabe ao leitor, é um bom estimulante ao exercício criativo (se for uma boa história claro).
.
Nas artes gráficas muitas vezes estamos inteiramente a mercê da narração do autor, em todos seus aspectos.
.
Aqui tenho sentido essa possibilidade do exercício criativo, se quem ler a tira tiver a boa vontade de situa-la em um contexto maior, uma cena de uma historia completa, é como ver um take de um filme, ou apenas apreciar oras!
.
Quem reclama dessa abordagem, me desculpe, mas esta com graves deficiências criativas e, é justamente o tipo de pessoa que acata o que os veículos de entretenimento em massa ditam, isso é bom, aquilo é ruim.
.
Se é justamente isso que essas pessoas esperam devem assinar um pacote de tv por assinatura e plugar o BBB 24hs por dia, ou coisa do gênero, rs.
.
E para este humilde que os escreve todas as tiras tem sentido, talvez por eu ser uma pessoa caótica, mas pra mim têm sim.
.
De resto alguns deveriam assistir mais filmes "bons" de humor inglês.
O diabo mora nos detalhes, e uma boa piada/crítica também ;)

Sentido a gente quer e toda tentativa de destruição de sentido continua a significar algo. Acho que o Dadaísmo foi prova disso. Talvez quando falou em sentido, Laerte, quisesse dizer serventia. Digo isso porque sempre que questionamos o sentido de algo, estamos quastionando sua serventia, e isso está tão arraigado em todos que ninguém se dá conta.
Desde o princípio, se havia uma busca humana por algo, era pelo sentido da existência e da vida. Nos deparamos (acho que nos deparávamos fica melhor) com a busca de sentido diante de toda obra de arte e de toda tirinha. Mas ninguém mais se pergunta qual o sentido da vida ou da arte (crescimento), e sim, qual sua serventia intrumental, aquilo que nos acresce ou não alguma coisa. É por isso que ninguém mais quer saber de nada. Inclusive do sentido.

Engraçado ver você falar na falta de sentido, já que todas as suas tiras são carregadas disso. O que não faz sentido é ouvir que suas tiras não têm sentido...

É notável que as tiras que supostamente não têm "sentido" são as que mais me transformam, iluminam. Elas são as invasivas, desafiadoras; e me valem um poderoso analgésico, afinal não é sem dor que o carinha enfrenta esse mundão, avaliando tudo que no fim não se avalia.

Mas em contrapartida, penso que essas são as que rrrrealmente têm SENTIDO... elas dão conta do mundo, meu! cada uma e todas elas. Bueno, pelo menos do mundo em que me vejo enfiado até o pescoço.

Sem contar a poesia, que é quando nos precipitamos no abismo. São a revelação do desconhecido. O relance da Máquina do Mundo.

Nesse filme do Che tem uma fala (tá no trailler inclusive): o revolucionário verdadeiro está guiado por grandes sentimentos de amor.

Pra mim tu és um revolucionário, Laerte. Verdadeiro.

Pós-modernamente, o sentido não faz sentido algum para as pessoas.
Assim, tudo faz sentido, menos as pessoas, que das coisas não conseguem fazer sentido algum
Como eu, agora.


Agora, "Vou ler o Manual do Teseu" foi uma bela sacada... hehehe

Não sei que viagem é essa de falar que as tirinhas novas do Laerte não fazem sentido. Ainda vem gente defender, dizer que não é pra fazer sentido mesmo, que é mais doido quando as coisas não fazem sentido. Discordo de ambas as linhas de pensamento.

Existe uma diferença brutal, um precipício, um Grand Canyon inteiro separando o non-sense da falta de sentido. A comparação com o David Lynch é fraca: o David Lynch é uma mistura de Salvador Dali com Paulo Coelho.

Todas as tiras do Laerte fazem sentido. As da Turma da Mônica não fazem o menor sentido.

Quem tem sentido é vetor. As tiras do Laerte têm significado. Todas.

"Faço histórias para crescer, não para acrescentar."

Percebi um toque de Nietzsche nessa frase, que pode ser acentuado pelo que você comentou sobre não 'ter' leitores, e sim pessoas donas de seus próprios narizes que lêem suas histórias. Muito bom.

Continue com o bom trabalho, as tiras estão geniais.

Cara, a "graça" é desenhar..
O ersto consequência do resto.

Amém.

Hum...ja q não aparece o comentario antes de vc aprovar...
Queria fazer uma pergunta interessante(leia-se idiota!)...o porque da imagem de uma india no seu perfil???(na verdade nos dois blogs)
Seria uma homenagem para uma antiga namorada indígena??
Seria uma homenagem pra um antigo namorado indígena (transvestido!)??
Seria porque vc é praticante de Xamanismo???
Seria a imagem de uma tatuagem que vc queria fazer mas nao tem coragem??
Seria você transvestido??
ou..
Seria APENAS uma imagem legal!

Se achar que valha apena responder

pabluns@gmail.com

Gracias

Estou procurando algum sentido. Este site não me mostrou o sentido... Terei que contimuar procurando... Estou cansado. Muito cansado! Preciso achar um sentido... Qualquer coisa. Um sentido!

Uma coisa que li supostamente atribuida ao Mário Quintana sobre sentido.

Mas o que quer dizer este poema? - perguntou-me alarmada a boa senhora.
E o que quer dizer uma nuvem? - respondi triunfante.
Uma nuvem - disse ela - umas vezes quer dizer chuva, outras vezes bom tempo...


Abraços

Comente


Type the characters you see in the picture above.