tecnologia 4

| 8 comentários

tecno4.jpg

8 comentários

Laertão, continua mais sobre pessoas que sobre tecnologia, mas tá legal!
E tb acho que tá indo para um caminho que fala dessa relação que temos com a tecnologia, a falsa importância dela, algo assim..
Abração!

espero q o celular mp24 gay faça seu sexo sujo de banda larga com um bom anti-virus.

E os bugalhos?

Você é um santo por deixar essas tiras aqui para que eu, ao invés de trabalhar, fique vendo me achando o pior cartunista do mundo, cara. To falando, você é um santo!

Eu trampo com PCs e falo, diariamente, que os mesmos são "expedientes de Satã"; o Laerte comprovou a teoria.

Laerte! Desculpe invadir o espaço da tirinha, nem precisa publicar esse coment se quiser, embora eu tenha achado a sequencia de tirinhas tecnológicas fantástica, como sempre. O motivo do contato é sobre trabalho, pode entrar em contato comigo?

Grande abraço, Mestre!!

Nunca mais vou olhar um dente de alho sem me perguntar se ele está lépido e loução.

Aliás, doravante quando me perguntarem como vou, direi que estou lépida e louçã.

Laerte, peço perdão por comentar algo diferente do tema do post... Bom, mais ou menos, pois todo o seu humor tem isso, humanidade, e brinca com a violência ao nosso redor. O celular ali que matou o pai, o avô... Enfim... Ainda estou chocado com a morte do Glauco, cresci lendo você, ele, o Angeli, e não sei, eu fiquei pensando, "Puxa vida, o Laerte deve estar muito triste" -lembrei da morte do Henfil e de como meus pais choraram com a notícia - isso no meio de muitas lágrimas - Então busquei na internet e achei o seu blog. Queria dizer que vocês três me ajudaram muito na minha vida, a sorrir, rir, e desenvolver humor para encarar essa barra que é a vida, e também essa maravilha que é a vida. Estou metido em pesquisa sobre orquestras sem maestros - sou músico, e acredito que um dia as pessoas irão poder se juntar em grupos, conversar, e tocar músicas com interpretações em concenso, podendo o regente ser algo rotativo, um músico para cada seção, ou movimento. Na verdade, descobri que isso já existiu, e existe ainda em alguns lugares. Também pesquiso educação musical através do diálogo, no estilo do querido Paulo Freire. Digo isso por quê sinto que toda a crítica, toda a fé que tenho que um dia a gente vai poder olhar na cara do outro e sentir solidariedade acima de tudo, vem de você, do Henfil, e de todo o pessoal que luta até hoje para um mundo mais humano. A influência dos seus quadrinhos é revolucionária. Hoje é dia de São Patrício, padroeiro da Irlanda, que trouxe o cristianismo pra cá, onde estou fazendo meu doutorado. Repartir o pão, é algo que está no seu humor, sempre, e de forma sempre crítica e fazendo a gente ver o que não nos deixam. Obrigado por continuar a me ensinar a ver com humor a vida. E o humor, com vida. Obrigado, Laerte!
Abraços, Danilo

Comente


Type the characters you see in the picture above.