drágea 221

| 5 comentários

LAERTE-24-04-10.jpg

5 comentários

Adoro um magistrado.

QUASE VOMITEI AO VER ESTA TIRA DE MERDA. VOU PROCESSAR O AUTOR.
***********************************************************************************************
...ora, ora! O Crítico voltou.
Sério, estava até com saudade.
Laerte

Caralho, Laerte!
Olhar pra isso e sentir medo.
E como a poesia, a reação sincera a uma obra escrita está cada vez mais vigiada. Nessa época politicamente correta, a única coisa permitida, mesmo, é chorar de paixão pelos vampiros vegetarianos...
E preciso lembrar: aquela tira sobre os poetas, permitidos quando são folclóricos, etc...realmente. A poesia tá morta. Só não enxerga quem não quer. Quem lê novos poetas, hoje? Quem são os novos poetas, hoje? Que os há, há. Mas onde?
Seu trabalho cada vez mais me incomoda de tão perversamente divertido e real. Rio, depois fico melancólico, reflexivo. Me toca bastante.

Essa foi boa!!!
PArabéns!!!

Poetas? Laerte está aqui. Lirinha está(va) ali. O Mutarelli está em todo lugar. Não é que eles não estejam por aí, é que nossos olhos não estavam acostumados a enxergá-los.

Comente


Type the characters you see in the picture above.