drágea 246

| 15 comentários

LAERTE-12-09-10.jpg

15 comentários

Caraca, Laerte, isso aí é tão incrível que você está começando a me dar medo.

não consegui entender o significado, alguem pode me explicar?
e parabéns pelo BLOG!

Laerte, você é simplesmente demais!! Um de meus herois. Que tira phodástica!! Retuitando, retuitando..

@Felipe

Em terra de olho...

Por que o pessoal que comenta aqui sempre diz "fantástico", "magnífico", "esplêndido" mesmo sem entender a tirinha?

Demais! Demais! Demais!!!!
Salve São Laerte de Alcaçuz!
Concedei-me uma graça!

Enquanto a grande massa apenas olha, uns poucos possuem sentidos mais desenvolvidos.
Ou em terra de quem só olha, quem fala, escuta, saboreia e cheira é rei!
Ou não. Precisa ter algum significado intelectual para ser legal?

Fazia tempo que eu não comentava... mas essa merece um parabéns!

Mano, é um bando de olho olhando um guru feito de boca nariz e orelha. Boca-nariz-e-orelha formando um guru! É legal pra caralho!!

Não é tão difícil de entender a "graça" (sentido/valor/genialidade/sei-lá) da tirinha.

Claro que a gente não pode deixar de interpretar mais a fundo que isso, muito-pelo-contrário, mas escolher uma significação no meio de tantas possibilidades e ficar só com ela não é meio limitador demais?

Enfim, desculpa o desabafo.
Saúde pra galera.

O sábio/eremita não faz parte da multidão, ele não tem a visão que a multidão tem do sábio/eremita - o primeiro não "enxerga", o segundo "só" enxerga - o sábio/eremita e a multidão são um só mesmo estando afastados, pois ambos se necessitam!
É legal interpretar uma obra, mesmo estando esta interpretação completamente aquém do que o autor quis passar. Porém quando a obra torna-se pública passa a ser passíuvel de todas as diferentes interpretações, o autor não masi detém o "controle".
Adoro seu trabalho Laerte

o olho vê, o nariz respira, a boca fala

Mestre!

Mostrates com esta obra, que vivemos na sociedade do espetáculo, da imagem!

E uma imagem vale mais do que mil palavras!
Enquanto a maioria enxerga, somentes poucos pensam, agem, falam...

E a natureza não faz nada em vão, dizia Aristóteles...

Mestre!

Mostrates com esta obra, que vivemos na sociedade do espetáculo, da imagem!

E uma imagem vale mais do que mil palavras!
Enquanto a maioria enxerga, somentes poucos pensam, agem, falam...

E a natureza não faz nada em vão, dizia Aristóteles...

Laerte, és genial. Espero te encontrar, se um dia voltar à Cidade-Estado de São Paulo.

Como disse outra pessoa nesse blog: Não sei como é que você passa da Lola pra ISSO

Comente


Type the characters you see in the picture above.